8 de julho de 2016

Crítica: Águas Rasas (2016)


O ano de 2016 está sendo bem aproveitável quando se trata do gênero terror. Ano passado foi tão decepcionante que agora que estamos recebendo alguns filmes bons, estamos mais satisfeitos. Esse filme aqui chegou de fininho, sem muita divulgação e do nada já estava na boca da galera em toda rede social.

Para quem acompanha filmes do gênero, sabe que "tubarões" estão bem, mas bem, subestimados recentemente. Depois que filmes como Terror na Água (2011) tentou levar algo mais a sério, os coitados dentudos foram parar em comédias absurdas do SyFy, virando uma piada universal. Veio Sharknado (2013), O Ataque do Tubarão de Duas Cabeças (2012) e até Tubarão Fantasma (2013). Sem falar num que vai sair agora, Shark Exorcist, com tubarões possuídos!!!

Já deu pra perceber que a situação tá braba né. Eis que surge Águas Rasas, ou The Shallows, produção dirigida pelo Jaume Collet-Serra, o cara que comandou os ótimos A Casa de Cera (2005) e A Orfã (2009). Para completar, ainda tem a maravilhosa Serena Van Der Woodsen Blake Lively no papel principal.


Fui bastante cético sobre esse filme até o último momento e realmente baixei minha guarda quando vi que as críticas sobre ele estavam sendo extremamente positivas. Fala sério, o que pensar de um filme que foi chamado de "Tubarão do século 21"? Eu sei que a crítica profissional vem exagerando bastante ultimamente nos elogios mas é difícil não ter pelo menos curiosidade de ver um filme assim, certo?

Então, Blake Lively interpreta Nancy, uma jovem estudante de medicina que está passando por alguns momentos difíceis na vida, após perder sua mãe para o câncer. Desde então ela vem questionando seu futuro como médica. Ela resolve ir até o México, visitar uma praia escondida na qual sua mãe ia bastante quando estava grávida dela. De última hora, sua amiga cancela, deixando Nancy sozinha na praia.

Não querendo desperdiçar o momento, ela resolve mergulhar mesmo e surfar um pouco. Junto com ela há dois amigos mexicanos que vão embora logo depois. Quando ela adentra mais o mar, acaba achando um cadáver de baleia, encalhado num monte de rochas. Sem querer, chama atenção de um tubarão que a ataca, deixando-a machucada e sem saída.

A partir daí, Nancy se refugia em uma das rochas e tenta sobreviver aos ataques do animal, ao clima, à falta de comida e às feridas que pioram cada vez mais que tenta fugir.


Olha a onda, olha a onda
Devemos considerar que, acima de tudo, Águas Rasas é um filme "pré-fabricado", um filme pipoca com um roteiro instantâneo. Portanto detalhes visuais como o excesso de uso de câmera lenta em meio a cenas agitadas devem irritar, mas ser relevado no final das contas. Isso por que o filme em si se sai bem acima da média e das expectativas. Tenho que falar que vi apenas um trailer e um curto vídeo de divulgação, portanto não vi muito material divulgado. Mas se você é um daqueles que vê todo trailer que sai, saiba que já viu 80% do filme.

De um modo ou de outro, temos uma protagonista bem carismática, assim como uma personagem que sofre, sofre, mas sofre bastante. A coitada além de ter a perna mordida no início do ataque, sai batendo em tudo que é lugar. Parece comigo, dentro de casa, batendo nas paredes e nos móveis e aparecendo cheio de hematomas depois, rs. Devo dizer que a Blake fez um bom trabalho, apesar de achar algumas de suas cenas não muito boas.

A direção de Collet-Serra é boa e mesmo que por vezes seja bem datada, com os detalhes das cenas em câmera lenta, ele consegue criar outras ótimas cenas, tanto fora d'água quando embaixo. Destaque para as seguintes cenas: o primeiro vislumbre do tubarão em meio a uma onda (foto acima), Nancy batendo violentamente nas rochas no primeiro ataque e a cena final. Não sei se considero aquela cena das águas vivas que me lembrou Procurando Nemo, mas deixo registrado.

SPOILERS A SEGUIR. Uma coisa que me incomodou foram pequenos furos que deixaram no roteiro (desculpem-me por ser chato), como por exemplo: O filme inteiro, Nancy diz querer saber o nome da praia, mas todos se recusavam a falar para ela, como se fosse um tipo de aviso. Após tudo o que acontece com ela, esperamos saber de fato o nome da praia. Mas esquecem esse detalhe. Outra coisa é que, durante o embate final entre ela e o tubarão, ela é puxada ligeiramente por uma corrente até o fundo do mar e o roteiro nem se preocupou de pensar na pressão exercida, certo? FIM DOS SPOILERS.


Espero que não criem tanto hype sobre o filme como já tá lá fora. Não é um filme excelente, tem algumas falhas, mas também não é um daqueles que faz você sair da sala de cinema puto da vida por ter gastado 20 reais nele, entende? Ele consegue manobrar um pouco a história para que não fique aquela coisa repetitiva, apesar de não ser lá original, além de proporcionar ótimas cenas de tensão bem dirigidas.

Curiosidade: A cena em que Nancy bate violentamente seu nariz e sangra horrores perto do final foi real! 


por Neto Ribeiro

Título Original: The Shallows
Ano: 2016
Duração: 86 minutos
Direção: Jaume Collet-Serra
Roteiro: Anthony Jaswinski
Elenco: Blake Lively


Description: Rating: 3.5 out of 5

19 comentários :

  1. pfv me conta o final
    tipo ela mata o tubarão
    detalhado pfv
    amo seu site
    pfv

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela faz um tipo de armadilha que acaba matando o tubarão, já que ele vinha para atacá-la e ela desviou no último segundo, fazendo com que ele batesse em uns ferros lá. Ela acaba sendo resgatada depois que um garoto acha a câmera na praia, mostrando os ataques do tubarão.

      Excluir
  2. Onde pegou essa curiosidade? (site, revista, entrevistas...)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela quase quebrou o nariz na cena: http://www.celebuzz.com/2016-06-23/blake-lively-bloody-nose-the-shallows/

      Excluir
  3. Bem eu gostei do filme, realmente os tubarões estão com má reputação nos cinemas nestes últimos anos. Só não entendi o final, ela morreu? Pergunto, pois ela vê sua mãe, apos está em terra firme.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não, ela está viva. Ela só se lembra da mãe.

      Excluir
  4. Anônimo8/31/2016

    Onde foi filmado a última cena dela com a irmã?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anônimo3/27/2017

      No filme mostra o nome, só sei que é no Texas. Da onde a personagem veio.

      Excluir
  5. Anônimo9/07/2016

    Vc falou a respeito da cena final e questionou quanto à pressão que ela deveria ter sofrido ao descer tão rapidamente ao fundo do mar, só que ela não está longe da superfície, mas em águas rasas (nome do filme, rs), assim, não há profundidade o suficiente para isso.

    ResponderExcluir
  6. qual o dialogo dela no final com o pai e a irmã na praia? o filme ficou mudo bem no final. Tambem achei um saco eles terem esquecido de citar o nome da praia, esperei o filme inteiro pra saber.

    ResponderExcluir
  7. Francisca9/17/2016

    Qual aquela cena final com a irmã dela , elas morrem?

    ResponderExcluir
  8. Nossa.. só ñ gostei por nao ter falado o nome da praia, afinal alguem sabe???
    Nossaa e a pomba haahhahaha que fofa neah

    ResponderExcluir
  9. Achei o filme muito ruim, viajado no final, tipo aquela hora do fogo no agua, e to puta que QUERO SABER O NOME DA PORRA DA PRAIA CARAMBA

    ResponderExcluir
  10. Gente, eu adorei. N saber o nome da praia foi trash! Amei a gaivotinha do lado! Filme diferente.

    ResponderExcluir
  11. Só eu que achei que o nome da praia é águas rasas ?

    ResponderExcluir
  12. Aquele momento que ela está 24 passando fome, frio, calor, desidratação, nariz quebrado, gangrenando a perna e no último minuto ele incorpora aquele momento Magaiver. Kkkkk
    Mas nada que estrague o filme como um todo. Adorei!

    ResponderExcluir
  13. Qual o nome da Praiaaaaaaaaaaaaaa??

    ResponderExcluir
  14. QUAL É O NOME DA PRAIA? :o

    ResponderExcluir
  15. O tubarão era gigante mas quando mordeu parecia uma piaba, me fala um motivo para um tubarão atacar e decorar tanta carne em tão pouco tempo e ainda tendo uma jubarte do lado ainda fresco. A mordida mal pegou a perna mas conseguiu quebrar um cara no meio e engolir a sapata dá boia no final do filme, e como um tubarão consegue se debater em ferro, corais e em uma baleia sem seus próprios órgãos se machucarem? Pra mim o filme merece nota 2 e do pq outros filmes de tubarão estão recebendo notas negativas.

    ResponderExcluir