[Critica]: O Último Exorcismo


Acredite na ruindade desse filme!

Dois subgêneros estão em alta ultimamente são o found footage, filme no estilo documentário que começou com Cannibal Holocaust, ganhou força com A Bruxa de Blair e virou febre depois de Atividade Paranormal. Além do found footage outro conhecido nos dias atuais são os filmes de Exorcismo, que viraram febre de uns 5 anos pra cá. Uma hora ou outra iria aparecer alguém com uma ideia de juntar os dois subgêneros para criar um filme e faturar uma grana com os dois estilos que mais andam em alta no terror. E em 2010 foi lançado O Último Exorcismo, produção que conta com Eli Roth (Diretor de Cabana do Inferno e O Albergue) como produtor e os produtores de Madrugada dos Mortos. Pelo trailer e Posters o filme prometia e muito, diziam até que poderia ser um dos melhores filmes de exorcismo já feitos, ao lado de O Exorcista. Depois que o filme foi lançado todo mundo se deu conta de tamanha a heresia de ter comparado esse filme ao clássico O Exorcista. Meus parabéns aos responsáveis pelo marketing do filme, a única coisa que se salva na produção é o tal poster e o trailer do filme.


O Último Exorcismo é apenas mais um filme medíocre que tenta pegar uma carona em filmes conhecidos, sendo quase uma cópia mal feita de O Exorcismo de Emily Rose com Atividade Paranormal, com quase todos os defeitos dos dois e nenhuma das qualidades.

O filme acompanha o reverendo Cotton Marcus, um sujeito que tem um jeito único de pregar e é muito popular entre os fiéis da igreja desde criança, tendo feito seu primeiro exorcismo aos 10 anos de idade. Porém Cotton não leva nada a sério e nem mesmo acredita em Deus e demônios. Todos os exorcismos realizados por ele foram feitos com base na psicologia, em que ele fazia a pessoa acreditar que estava possuída e depois curada. Um método que funcionou em todos os casos de possessão em que ele se envolveu. Cotton está rodando um documentário relatando todos os casos de possessão e sua história como exorcista. Ele recebe uma carta de um cara chamado Louis, que acha que a filha Nell está possuída, já que vários animais da sua fazenda aparecem mutilados e Nell aparece suja de sangue, sem saber de onde o sangue veio. Achando ser só mais um caso ele e a equipe de filmagem formada por mais duas pessoas, viajam pro interior de Louisiana. Chegando lá Cotton tem tudo armado para criar um exorcismo falso e fazer a família acreditar que a garota foi exorcizada, mas acabam se deparando com um caso desconhecido em que tudo vai de mal a pior. E Cotton se pergunta se Nell realmente está possuída, ou se ela sofre maus tratos nas mãos do Pai.

Tá ai um filme que tinha potencial, mas que falhou feio em sua proposta e em todo o resto. A técnica de filmagem em primeira pessoa se usado de forma certa pode criar um realismo e deixar o filme dinâmico, mas nada disso acontece aqui e a técnica é usada de forma completamente equivocada. Se o objetivo era deixar o filme mais realista, falharam feio. Diferente de filmes como A Bruxa de Blair, Atividade Paranormal, Rec ou Cloverfield, nada justifica o filme ser um falso documentário  e tendo muitos cortes, ângulos diferentes, iluminação e áudio corretos demais e até trilha sonora acabam tirando todo o realismo que um falso documentaria deveria passar.

O personagem principal no começo é carismático, mas aos 10 minutos de filme virá um porre, com várias piadinhas toscas. Era bacana o personagem ser completamente cético, não acreditando em nada, mas depois o cara vira um charlatão que só quer saber de dinheiro e fazer piadas. Como simpatizar com alguém assim? E o resto dos personagens? Nell é completamente caricata, sendo a garota inocente, virgenzinha e com um comportamento de criança de 6 anos. Meio difícil de engolir a inocência da personagem, ficou parecendo uma adolescente com problemas mentais ou qualquer merda dessas. O resto dos personagens são tão vazios que não valem nem a pena ser mencionados.


A coisa que todo mundo que não viu se pergunta é se o filme é de fato assustador. Dizer se um filme é assustador é algo relativo, alguns podem achar outros não, do meu ponto de vista o filme falha por completo em ser assustador . Não consegue nenhum segundo ser assustador ou mesmo tenso. A não ser que o tédio te assuste, ai nesse caso você vai achar assustador. É mais ou menos como os filmes da série Atividade Paranormal, só que sem a construção de suspense. O filme inteiro é uma preparação para algo que nunca vem.


As cenas de exorcismo são boas? Que nada, só temos uma cena que dura no máximo 2 minutos e pode ser considerada a cena de exorcismo mais broxante da história do terror. Sim, a contorção tá lá, mas não causa nenhum efeito e a cena de dois minutos acaba de forma ainda mais broxante.

E o filme que já tava indo de mal a pior consegue ter um dos desfechos mais decepcionantes da história dos found footages, com um final surpresa que consegue afundar ainda mais o filme que já tava indo por água abaixo. Deu a impressão que o roteirista não sabia como terminar o filme e parou de escrever e ficou essa bagaça que é vista na tela. Ainda acho que um dos motivos de ser um falso documentário foi para justificar esse desfecho ou a falta dele. O roteiro deixa muita coisa sem explicação e não é de propósito,  são vários furos de roteiro e coisas mal explicadas.

O Último Exorcismo é só mais um filme medíocre que teve um marketing muito bom. Mais uma vez parabéns ao pessoal que criou o marketing, vocês fizeram um ótimo trabalho ao esconder a cagada que é esse filme. Pois é meus caros, querem ver um ótimo filme de exorcismo? Assista O Exorcista de novo ou até O Exorcismo de Emily Rose e esqueçam desse Último Exorcismo.


Esse ano sai a continuação e pelo trailer parece ser diferente desse primeiro. Será que a continuação vai conseguir ser ao menos boa? Só vendo para saber, ser pior que esse aqui seria uma proeza. 

6 Responses to "[Critica]: O Último Exorcismo "

  1. quando eu comecei a gostar do filme ja estava nos 10 min finais ae derrepete acaba aff....

    ResponderExcluir
  2. Anônimo2/18/2013

    Marcelo, esse igor afonso está destruido tudo o que você está conseguindo, sério mesmo, todos os posts dele eu odeio meramente, até por serem ruins e não terem o formato do blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque não fala isso em um post meu hein ?

      Excluir
  3. Anônimo3/24/2013

    seu idiota!! já que você reclama tanto é porque o seu é melhor!!!!! já realizou algum ou ainda espera acabar de tomar uma ducha de ignorância pracomecar a trabalhar!??

    ResponderExcluir
  4. Esse filme é tão ridículo mas tão ridículo que quando acabou eu fiquei uns bons minutos olhando pra tela e pensando: que porra foi essa??? :O
    Depois eu fiquei indignada: não acredito que eu perdi quase 2h vendo essa merda! ahuhauahaauaha
    Mas confesso q fiquei curiosa qnd vi o trailer do 2 mas ainda não tive coragem de encarar....rs

    ResponderExcluir